quarta-feira, setembro 9

filosofia ao meio-dia

longe do ponto
passou o ônibus
pensei: um sinal
parou o ônibus
(sinal vermelho)
então dei uma corridinha
tropecei
caiu o cigarro bem no bueiro
um sinal, pensei
passou a bicicleta
e me deu um empurrão
abriu o sinal
o ônibus foi embora
esperei na calçada
por meia hora
o pombo veio por cima
e deixou seu recado:
a vida é agora
essa história de sinal
é uma grande cagada

2 comentários:

ricardo magalhães disse...

Muito bom!!! adoro as filosofias cotidianas...

beijo!

Ricardo

vanessacamposrocha disse...

há sinal por trás das cagadas?
ótimo texto!!